domingo, 19 de agosto de 2007

Raízes dos meus anseios.

Quero chorar tudo o que não vivi, quero viver tudo o que não querem.
Quero correr contra o tempo que assassina os bons e ser feliz sem medos.
Quero ser livre como os animais nos campos e sábia como os pássaros nas alturas que nada esperam além de mais azul e vento em suas penas.
Quero a inocência dos loucos, a magia dos amantes, a leveza das ondas.
A certeza de quem não quer o correto em si e sim o melhor para todos.
Quero morrer lembranças, marcas de sonhos e sorrisos, rugas de vida.
Quero ser um pedaço de loucura a incendiar o coração quando for amor.
Quero sexo nos olhos, tesão na carne, febre no pensamento, delírio todos os meses, fluxo de desejo.
Quero ser tantas e ser simples na esfera mundo de meu reino, sem majestades.
Quero ser criança sem medo de ser adulta, adulta sem vergonha de ser moleca.
Quero existir sem medo de desistir, de retornar, de amar sem disfarces.
Quero flutuar na abóbada dos meus versos carnívoros, vegetais palavras a perfurarem-me a pele e entranharem no submundo de minhas fantasias.
Quero destruir correntes e ser contas de terços, orações permanentes de quem não quer parar.
Esquecer feridas, perdoar quantas vezes forem necessárias e sentir no peito a felicidade de manter a pureza.
Quero a liberdade das borboletas, a fragilidade dos beija-flores, a continuidade dos carvalhos.
A paz de ser inteira onde há fragmentos dos que buscam o mesmo caminho. Complemento e luminosidade aos cegos. Paisagem sem nevoeiros.
Quero o tempo pousado aos meus pés e o tremor de minhas mãos a tocá-lo, na convicção de que viver é acontecer da maneira que melhor caiba a cada um.
Quero a vida sem complicações, apenas a minha vida, sem embaraços.
Preciso da lucidez para embriagar-me na beleza de quem sabe o futuro, passo do hoje.
Quero voar!

Eliane Alcântara.

5 comentários:

Anônimo disse...

...Aquilo que todos ansiamos mas que nem sempre conseguimos...valeu!!!

José Manuel Dias disse...

Excelente! Abraço de Portugal!

JMANUELJCARREIRA disse...

OI ELIANE COMO VEM SENDO HABITO MAIS UM BONITO POEMA, ESTE CHEIO MUITO "QUERER".........,CONTINUA NESTA SENDA DE LINDOS POEMAS A QUE NOS VENS HABITUANDO TANTO AQUI COMO EM TEU BLOG!!!! BEIJOSSSSSSS

Deveras disse...

É tanto querer que às vezes nem sabemos o que queremos...

Belo poema. ficanapaz

Lena Casas Novas disse...

Leve-me para voar tb!