quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Crônicas de Viagem: Itabira



Este mês quero compartilhar com vocês experiências literárias que tive nessa cidade mineira, esperando que outros amantes da literatura façam as malas e possam também deliciar-se nesse cantinho de Minas.Para quem não ligou o nome à pessoa, explico: Itabira é terra natal de Drummond.
Itabira, localizada a uns 150 km de BH, tem sua força econômica baseada na produção de ferro (leia-se Vale do Rio Doce), mas todos que visitam a cidade não ficam indiferentes a presença de Drummond em suas ruas.O poeta nasceu em 1902, em uma casa na área rural, décadas atrás desmontada pela Vale do Rio Doce, que descobriu uma jazida na região. Isso mesmo: a casa foi desmontada, não demolida. Recentemente, foi reconstruída em outro ponto da cidade.A iniciativa mais interessante, porém, foi a criação de um museu aberto sobre o poeta. Quem conhece sua obra sabe que Drummond escreveu muito sobre as pessoas e coisas de Itabira. Hoje em dia, mais de 40 placas de metal estão espalhadas em pontos da cidade que inspiraram o poeta. O famoso poema "José", por exemplo, foi inspirado em um fato protagonizado pelo irmão de Drummond, em um casarão da família. O casarão virou o Hotel Itabira, e na frente dele está o texto do poeta, eternizado em uma placa.A cidade disponibiliza para seus visitantes um mapa com a localização de todas as placas, e um passeio pelas suas centenárias ladeiras, becos e casarões é realmente imperdível.Pra coroar sua estadia em Itabira, vale uma visita ao Memorial Carlos Drummond de Andrade, projetada pelo seu amigo Niemeyer e localizada em um morro com vista panorâmica para a cidade.
Então é isso: boa leitura e boa viagem!

3 comentários:

Glauber Vieira disse...

A foto acima é do Memorial de Drummond.

Quem quiser mais informações , pode tb acessar o site http://www.vivaitabira.com.br/site/br/carlos_drummond_andrade/

Gleice disse...

oi irmão! como estão as coisas? tenho entrado para ler suas coisas sempre nos dias 16 e 27 viu? beijos
parabéns por tudo o q escreve! precisamos ter esse costume!!!

Deveras disse...

Taí... Turismo literário, uma grande dica. Legal mesmo...

ficanapaz