quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Projétil





Olhar perdido,
Cravado na luz
Da tecitura do cristal.
Belíssima escultura,
Lâmina de punhal.
Ponta de projétil
Lançada no tempo.



foto: Laércio L. Brochier.

3 comentários:

Rama Si disse...

Bom, vou meter o bedelho...rs
Gostei do site... coloquei no meu blogroll...
Quero contribuir...como faço?
Abraço

Angela Gomes disse...

Rama Si, acredito q vc já esteja contribuindo. Presumo que vc tenha curtido o contexto do referido poema tbm. rs
Há muito o que bebericar neste blog e na comuna do orkut. Pitaqueie muito e poste seus textos na comuna do BDE.
Valeu! Abs

urbanoideiluminado disse...

belíssimo poema a respeito da estranha sensação, ou da conexão, entre linhas de Tempo opostas que se encontram no Aqwui e Agora.
Parabéns, Angela!
bjos