sábado, 29 de março de 2008

Planos



Emergidos solares
De um azul anil
Sonhos estrelares
Voam no escuro
Na constelação
De um mundo sem fim
Seres desconhecidos
Em terras explanares
Viajam
Em uma experiência
De submundos estranhos
No fundo sem cor
A energia do contato
Em vidas paralelas
Aterrissadas no espaço sideral

Na busca de um por quê

Um comentário:

Dumuro disse...

See please here