quinta-feira, 19 de junho de 2008

Brusco Poema.

Tudo bem, não irei forçar o poema,
mas você bem que podia ser o verso
a rasgar-me a pele com beijos provocantes,
criar um clima de delírio violento e terno.

Arrombar a gramática dos meus desejos
e inventar em meu corpo outra grafia,
capaz de exemplificar minha fome de ser lida,
Poesia sem rima na cama de nossas taras.


Devagar explorar cada movimento sensual
das minhas pernas a querer prendê-lo (dentro),
fundo no mais profundo de minha cova aberta
ao seu rijo exemplar a tatuar-me.

Porra! Não quero forçar o poema,
mas irei violentar sua alma caso ele não surja
e povoe minha página/carne de volúpias,
adequada forma ao ato dos amantes ao escrever sexo.

E mais molhada talvez aliviada
eu goze insanamente a lucidez do conteúdo de ter escrito,
o que não foi só dito, pensado ou lido,
porém vívido e vivido, até que exista um só verso no mundo:


O nosso!
Feito liga e você sinta o desespero que provei agora,
ao querer demais, que alguma coisa maior fosse dita/feita:
como seu caos a recriar-me - inspirada obra sua.


Eliane Alcântara.

10 comentários:

Anônimo disse...

Minha adorável e sensual amiga poeta Eliane!!!

Provocante... sedutora!... tudo mil! Parabéns, amiga! Vc é maravilhosa!!!
Voltarei sempre! Posso??? Já está entre os meus favoritos, viu?

Beijos e abraços poéticos,
Antonio Carlos

maria disse...

Eliane !! lindo poema...a sensualidade que vc descreve nos seus poemas são envolventes !! vc sabe o que eu digo !! deliciosamente arrepiante....parabéns.. beijos..M@ri@

Luiz de Aquino disse...

Eliane,
Você tem a mágica do acasalamento entre o sentir e o texto. Belo poema, nítido e sedutor, provocante e tenso, teso, definitivo.

Brusco? É o que se busca...

Parabéns!
Luiz de Aquino

Joao disse...

Eliane !!!!! Belo como tudo que escreves..... Consegues colocar no papel tudo que acontece de uma forma verdadeira, sem enfeites!!!!! Quem le acha que está vivendo o momento que descreves..... Bijos..... Parabéns!!!!!

Anônimo disse...

Olá Eliane, vim visitar mais uma vez o Barzinho e sabendo que hoje era teu dia, nao podia perder de jeito nenhummmmmmmm rs* adorei o seu poema! beijossssssssssssssssssssssssssss
Jorge

cida disse...

oi amiga , li e adorei, quanta volupia hem?
Mas eu sei o quanto vc é intensa !
bjos cidinha

cel_pack disse...

Arrasou, minha linda Eliane, vc brinca coma as palavras como ninguém, parabéns
Bjssssssss

Daisy disse...

A poesia mais divina é a pagã. Esta que inspira um outro ser diferente de poeta.
Linda, perfeita em todos os ângulos que olhei.

DaniloAmoras disse...

nunca chame "porra"!
só quando quiser provocar um pouco mais. e provocar desejos...

DaniloAmoras disse...

nunca chame "porra"!
só quando quiser provocar um pouco mais. e provocar desejos...