segunda-feira, 23 de junho de 2008

O MACHADO DO INVESTIDOR


Durante os últimos 39 anos, em Viena:

“Meu filho, o lucro é o pagamento justo aos que ousam investir; os únicos culpados pela pobreza são os próprios pobres, que não estudam, têm muitos filhos, não poupam, não sabem investir o que possuem e nem agregam valores à sociedade; os empresários são os verdadeiros bem-feitores de nossos tempos; já fez sua doação àquela ong que cuida do meio ambiente?; vamos àquele maravilhosos jantar, onde servem aquelas soberbas sobremesas, no qual arrecadamos fundos para os famintos; aliás, viu como esses índios atrapalham o progresso e a indústria de celulose na América Latina?; e os malditos imigrantes que roubam nossos empregos e trazem violência para nossa terra!; isso é carro digno de uma pessoa de nossa família? Vá estacioná-lo depois da esquina, imagine o que os meus convidados irão pensar; sua mãe morreria de vergonha se os vizinhos descobrissem que nossa netinha é filha de um desajustado que mal consegue administrar seu próprio negócio...”

14 de maio de 2008, em algum outro continente:

- Hei, Ana, dá uma olhada nessa notícia:

“Austríaco mata cinco familiares com machado” - “Um homem de Viena matou cinco membros da sua família, incluindo a filha de 7 anos, e depois se entregou, dizendo ter problemas financeiros, informou a polícia austríaca na quarta-feira.”

- Nossa, que loucura! O que mais diz aí no jornal?

“Os mortos são a esposa, a filha, os pais e o sogro dele.”

“O homem, de 39 anos, confessou à polícia no início da quarta-feira. Ele pediu dinheiro emprestado aos parentes, perdeu em negócios especulativos que deram errado e afirmou que quis poupar os familiares do escândalo.”

“Policiais foram ao apartamento dele em Viena e descobriram os corpos da esposa e da filha. Os pais dele foram encontrados em Ansfelden, oeste da capital do país. Os restos do sogro estavam perto da cidade de Linz.”

“O machado foi encontrado no carro do austríaco.”

- Que absurdo! Como existem desequilibrados no mundo. Devem ser muito pobres lá na Áustria, né?

- Deixa de ser ridícula! Que pobres porra nenhuma. Pobres somos nós!

- Calma aí. Que história é essa de sermos pobres? Se estamos com essa dificuldade financeira é porque você insistiu tanto naquela viagem no final do ano!

- Olha, por falar nisso, acho que não temos mais escolha, você vai ter que desistir do carro...

- Mas já pagamos 15 prestações! Vamos perder esse dinheiro todo?

- Quem mandou querer tanto comprar esse modelo tão caro só porque tua amiga do escritório tinha um da categoria?

- Puta que o pariu, bem que mamãe me disse pra não me casar com um fracassado!

...

- Em quantas vezes será que posso parcelar um machado?

Como diriam os nossos queridos irmãos do Norte: "based on a true story":

http://br.noticias.yahoo.com/s/reuters/080514/mundo/mundo_austria_machado_pol_1

Um comentário:

Orkritico disse...

Isso para ficar parecido com uma bosta, ainda tem que melhorar muito.