segunda-feira, 16 de março de 2009

Ciranda


A angústia da beleza que já possuía a fez bulímica
A bulimia a fez escrava
A escravidão a fez sozinha
A solidão a fez fraca
A fraqueza a fez desistir
A desistência a fez tuberculosa
A tuberculose a fez osso
A angústia da beleza que já possuía a fez morta

2 comentários:

Reflexo d'Alma disse...

Dura Ciranda bem exposta em
linda disposição de palavras.
Bjins entre sonhos e delírios

Rita Medusa disse...

que impacto!