quarta-feira, 15 de julho de 2009

Êxtase


Quem me dera...
Ao menos, uma vez

O prazer de sentir
O estado latente, dos desejos
De sensações inexplicáveis
Vividas num momento

Único...

Sem limites impostos
Sem preocupações expostas
Transcendente,
O que chamamos razão

O surreal, a se tornar físico e
Em cada suspiro delirante
A realidade bem longe

Por breves e inesquecíveis
Instantes e

A imaginação
Transportada
Para planos
De puro sentir...


(Janderson Cunha e Ro Primo)

2 comentários:

Reflexo d Alma disse...

Lindo, delicia
de leitura a mente segue junto
Adoro!
"A imaginação
Transportada
Para planos
De puro sentir..."

Bjins entre sonhos e delírios

Encontros e Desencontros disse...

Obrigada, pela leitura.