terça-feira, 8 de setembro de 2009

alquimia




É tarde! Estirada ,
a noite sussurra intentos
nesses sonhos vagos

Tua reticente cilada
escora no céu da boca
largos esteios infundados
e desliza pelas abóbadas

Ajoelhada desabotoo
inveteradas promessas
elas exalam teu perfume
e as notas perdidas cantam
a mesma canção embolorada

Um minueto saliente
lançando palavras-raízes
nessa lua minguante
danço nos escombros
desses velhos achados
onde guardo com cuidado
o passado
embrulhado em seda azul

8 comentários:

unknownwriter disse...

hey dps se puder passe pelo meu, criei hoje e estou a precisar de um pouco de ajuda :b.

obrigado, fica bem .

Iriene Borges disse...

Vc escolheu bem a imagem pra embrulhar esse presente para o leitor

PASSA A RÉGUA disse...

Maranhão, abençoada terra de escritores!

Loja disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Liôa disse...

lindo!!!!
agradecendo a visitinha no meu blog!!!! seja sempre bem vinda!!! bjs!

Gustavo disse...

Desabotoar uma mulher.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

Desde mis BLOGS:

--- HORAS ROTAS ---

y

--- AULA DE PAZ ----

quiero presentarme

en esta nueva apertura

del eminente otoño.


TE SIGO--- BLOG BAR DO ESCRITOR----


Tiempo que aprovecho

ahora para desear

un feliz reingreso en

la actividad diaria.

Así como INVITAROS

a mis BLOGS:

--- HORAS ROTAS ---

y

--- AULA DE PAZ ----

con el deseo de que

estos sean del agrado

personal.

Momentos para compartir

con un fuerte abrazo de

emociones, imaginación y

paz. Abiertos a la comunicación

siempre.


afectuosamente :
GIOVANI IEMINI







jose

ramon…

Nydia Bonetti disse...

"O passado embrulhado em papel de seda"
Que coisa mais bonita isso. Quero ler mais Rosa! :)