sexta-feira, 9 de abril de 2010

AGORA A CULPA É DO POVO


AGORA A CULPA É DO POVO
tragédia fluvial no Rio

Adoro a classe média
Pra não dizer ao contrário
Filhos de uma puta sem mãe
Bando de abastados reacionários
Depois da tragédia fluvial no Rio
Mortos já passam de cento e cinquenta
Sem falar em Nikiti
Por lá, muitos outros mortos.
Agora a pérola:
- A culpa é do povo que joga lixo na rua.
Só faltava essa
Tenho de escutar cada merda
Morte aos filhos do dinheiro
Eles não ligam pra morte dos fodidos
Eu cago e ando pra deles
Depois
Quando cair um avião
Vão ficar cobrando minhas lágrimas
Claro!
Quem pega avião?
Tô muito puto
Vou chorar pelos pés rapados
E digo mais
O próximo avião cheio de burgos que cair
Eu vou comemorar
Porque quando morre proletariado
Foda-se
Enquanto isso
A burguesia assiste a tudo em lençóis de seda
Não satisfeita, ainda caga regra.
Falam:
- Quem mandou o povo ser mal educado?
Eu respondo:
- Foi o governo.
Não venham me falar:
- A culpa é do pobre favelado.
Vou mandar o próximo tomar no olho do seu cu largo
Tô torcendo pra um avião cair
Logo
E de preferência, que morram todos na primeira classe.
Agora o meu leitor
Classe média clássico
Tá chocadinho
Pensando:
- Esse Treuffar é um monstro!
Monstro é caralho!
Quem vocês pensam que são?
Bando de xeetas!
Cadê o saneamento básico?
Cadê a urbanização das favelas?
Cadê a porra da lata de lixo?
Cadê?
Há séculos somos roubados por políticos corruptos e irresponsáveis
Enchendo o cu de dinheiro
E agora a culpa é do povo
Hoje eu vou matar um burguesinho
A classe média continua decepcionante

Licença Creative Commons
Based on a work at http://www.pablotreuffar.com/.
A VERDADE É QUE EU MINTO

A VERDADE É QUE EU MINTO

7 comentários:

Reflexo d Alma disse...

Bravo!
Sabe falávamos sobre o assunto em casa ontem!
Penso que muitos de nós
abríssemos o verbo
e mantivéssemos uma postura
melhor ,juntando
um grito ao outro
então teriam que ouvir
mesmo que não quisessem.
Sabe Pablo
essa coisa de jogar a culpa
pra quem tem como resolver
nada,
até pq
não pediram pra nascer!
Adorei o post e
adoro sua forma de dizer "verdades"
Bjins entre entre realidade e algum fio de esperança em num sei o que...

... disse...

Obrigado amiga
É isso
Ainda têm meia dúzia de humanos razoáveis q fazem eu não me matar ainda hoje por pensar nas merdas q o povo sofre.

Paulo Laurindo disse...

Lenha na fogueira! Eu quero ver o circo pegar fogo! E todo este bando de "nobres" com muito fogo no rabo! Ah, o dia em que esta indignação ganhar a praça... ah, minha revoluçãozinha francesa que nunca atravessou o Atlantico... enquanto isto vamos gritar bem alto nosso choro de tristes trópicos!

mineirinha disse...

Muito bom

... disse...

Vlw Paulo
Vlw Mineirinha

aqle abço

... disse...

Para todos q pensam
Esse é um texto pra mostrar
Muitas pessoas vivendo zero reflexão
Uso a classe média
Por q é a minha classe
Qnto ao avião
É obvio q não qro
Nem vou comemorar
Qndo caírem
A queda do avião
Cabe no texto
Pra sublinhar a minha classe
E a minha classe é
Realmente
Quase zero reflexão
Na maioria É SIM
Zero reflexão
Repito
Não vou matar nenhum burguês
Teria q começar matando-me
Sou classe média
E os q tiveram
Como eu
Colégio e família
Estes deveriam refletir
É sobre isso q fala esse texto
O resto é estória
Quem não entende uma ironia...

Betty Vidigal disse...

Não confunda "a classe média" com "os governantes"! Só eles usam esse artifício de pôr a culpa no "povo".

Arnaldo Jabor: "dizem q são loucos por irem morar lá! Não são loucos, são pobres! Não têm opção!"

A classe média inclui os bombeiros q estão dando a alma por uma vida, comemorando cada vida q salvam; os bombeiros q não dormem pq cada minuto pode significar um passo a mais para salvar mais uma vida.

Não basta avisar q vai chorar, vai ficar puto e vai comemorar qdo o próximo avião cair... Isso é aitude de "esquerda festiva".

Quem é, afinal, a "classe média"? vc exime de culpa as "classes superiores"?

Tem gente da "classe média" de pá na lama e pé na lama, desenterrando o q é possível desenterrar.

Tem gente chorando pelo "povo", no conforto de sua escrivaninha, sem fazer nada a respeito da tragédia e se sentindo virtuoso pq xinga a "classe média".