quinta-feira, 9 de setembro de 2010

POR FAVOR, COMAM MINHA MULHER.


POR FAVOR
COMAM MINHA MULHER



Rua Dias Ferreira
Apartamento nos fundos
Morávamos
Minha mulher
Meu cachorro
Dois gatos
Uma tartaruga
Eu odeio tartarugas
Odeio gatos
Odeio cachorros
Odiava minha mulher
Sou da tribo dos maupacaraio
Nascido para odiar
Nefasto prazer sinistro sem culpa
Meu nome é Trator
Bebi umas cachaças no embalo
Embalo Bar, meu escritório no Lebronx.
Rapaziada da Chácara do Céu e do Vidigal
Negócios
Eu trabalho com vendas
Vendo aviões
Depois de três aviões pro Ferreira
Doutrinando Humberto de Campos
Garanti o faz me rir doutro dia e voltei pra casa
A safada de merda da minha namorada era uma cara de cavalo
Pistoleira
A puta sem valor cheirava minha cocaína
Muito
De novo
Outra vez
Abeça
Porra, ela cheirava o meu trabalho.
Meu trabalho!
Já andava cheio dessa piranha viciada
Ficou baranga de uns tempos pra cá
Não tinha mais aquele cuzão com cinturinha
Reclamava
Não cozinhava
Não faxinava
Não botava alimento em casa
A sanguessuga encostada não vai mais encher meu saco
Se ainda fizesse programa
Resolvi o problema
Sete tiros na cara de cavalo
Matei
Tem miolos pelo chão
Sangue por toda parte
A honra é o presente do homem
Vou fazer uma feijoada com os miolos dela
Quem não comeu em vida
Vai comer em morte
Ora viventes, alguém tinha de pagar a conta da esbórnia.
Muquirana da porra
Tá pago!
Agora vou comer vadias sem dinheiro
Sou o verdadeiro canalha
Tenho dois filhos com outra
Uma burguesinha do Jardim Pernambuco
João e Pedro são meus amores
Eles têm vergonha de mim
A mãe dos meus rebentos merece morrer
Vou dar tiros na cara da burguesinha
Ela não dá pra mim
Ela fala de mim
Traficantezinho viciado
Quando eu a matar, não vai falar.
Não reclamava quando era minha mulher
Adorava dar um tequinho
Gostava muito duma orgia com drogas
A Trilogia Lasciva
Casas de swing
Ecstasy
Belengo
Hedonista luxúria
Minha ex gostava de vez ou outra...
... Outras gritando em minha jeba
Amava-me comendo o seu rabo
O Raburguês de seda enfiada
Bons tempos
Botava amigas pra rolo
Rola
Eu, minha rola e elas.
Comi muito o fiofó das amigas
Da ingrata, mais ainda.
Na buça dessa filha da puta meti até gerar crias
Os gêmeos são a minha vida
Já disse isso
Agora eu não valho nada
Sou descartável
Foda-se
Eu tenho a pica dura
Sou El Comedor
Vai todo mundo pra casa do cacete
O profeta falou:
- Meu caralho voador invadirá as casas de todas as fêmeas habitantes no mundo.
Mulheres
Tudo a mesma bosta
A patricinha mãe dos meus filhos cheira muito
Quem é ela pra falar de mim
A filhinha da mamãelhonaria não me deixa em paz
Vou explodir o Jardim Pernambuco
Ela quer meu fim
Eu o dela
Quem mandou largar-me
Existem seres humanos talentosos em transformar ouro em merda
Encanta-me o oposto
Transformar merda em ouro
Impressionante a capacidade humana de fazer cagada
Ela saía com outros
A outra também, tá morta.
Tenho de limpar a sala
Salada
Comprar salada
Picar as cebolas e o alho
Refogar a couve e as folhas de louro
As carnes estão pelo chão
Miolo de burra ordinária
Maminha de puta fatiada
Costela de vadia safada
Lombo de pistoleira cozido
Filé de rabo de vagabunda
Língua de trambiqueira defumada
É só azeitar com feijão e degustar
Amanhã é domingo
Dia de feijoada com esquartejadinho à rameira
Aquilo tudo
Amigos reunidos
Jogo do Mengão
Minha vida é como ela é
Monogamia é conto de fadas
Depois dou um tempero de azeitonas na fuça da minha ex
Minha 9mm tá azeitadinha de agora a pouco
Quentinha
Amanhã vou servir feijoada
Feijoada de piranha xinxeira mal passada ao miolo pardo
Estão todos convidados
Por favor, comam minha mulher.

Pablo Treuffar
Licença Creative Commons
POR FAVOR COMAM MINHA MULHER de Pablo Treuffar é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Based on a work at http://www.pablotreuffar.com/.
A VERDADE É QUE EU MINTO

A VERDADE É QUE EU MINTO

11 comentários:

Paulo Laurindo disse...

Cara, tu anda psicografando direto das profundas. A degradação devocional a que a personagem se entrega é assutadora. Não vomitei mas certamente terei pesadelos.

P. Treuffar disse...

boa Paulo, obrigado por ler.

w h stutz disse...

Já que tenho que fazer isso, que faça bem feito
Tem selo para vocês lá em Minas
http://cerradodeminas.blogspot.com/

Abração

mineirinha disse...

Comentei no seu blog e vou repetir aqui, muito boa a ilusão do título.

Natalia disse...

esquartejadinho à rameira é fantastico, parabens pelo texto.

P. Treuffar disse...

w h stutz é isso aí.

mineirinha e natalia, obrigado por estarem sempre comentando meus escritos.

Dani Cezar disse...

SENSACIONAL!

do jeito que todo mundo tem medo de ouvir e que nunguém tem coragem para falar.

parabéns pelo estilo da escrita! vou voltar aqui outras vezes.

P. Treuffar disse...

Obrigado Dani Cezar

Deby Diαs disse...

-
Menino arrazouu ..
Abraço!
Seguiindo

:*

Glauber Vieira disse...

Rapaz, que foto...

Já conhecia o texto, muito bom, como sempre.

P. Treuffar disse...

Deby Diαs, muito obrigado.

Glauber, vlw por estar sempre comentando, a foto é foda né!