sábado, 30 de outubro de 2010

Convidado Djalma Pinheiro

O amor de um Poeta

Quando o Poeta ama,

Ele ama intensamente,

Ama com o seu intimo,

Ama com o seu ego, em flor

Sai de seus versos,

Longas e lindas palavras,

Saem de seus olhos

Lindos lampejos de amor,

Saem de sua boca,

O mais melado dos beijos,

Saem de seu coração,

Expelidas pela boca,

A mais linda declaração

Eu te amo....

---

Publicado no: www.djalmapinheiro.recantodasletras.com.br

2 comentários:

Reflexo d Alma disse...

Mas poeta ama...
sabe amar.
mas sofre...
por não saber
de
sa
mar.
Faz parte da vida,
da lida
de quem com
a palavra
lida.
Lindos versos.
bjins entre sonhso e delírios

Pietra Luña disse...

quero ser convidada! hehehe abçs Pietra