quinta-feira, 10 de maio de 2012

Convidado Roberto Prado

Ovo
ovo
gema cercada por clara
clara dentro duma casca
como algo assim tão simples
torna-se tão transcendental?
ovo
um mistério
uma crença
um dogma
cegamente crêem
não discutem com não-iniciados
ovo
antes um alimento simples
básico
natural
agora
com seguidores
herméticos
que se reúnem em câmaras escuras
em labirintos sem ariadnes
ovo
que precedia o pinto
ovo
que precedia o frango
ovo
que se quebrava
fritava
ovo
ovo
ovo
os claricianos morrerão de fome
ante a terrível
hipótese de se devorar um
ovo
seguem em busca da explicação
do entendimento
atrás de luzes
de verdades
iluminação
ovo
cuja a única confusão era
explicá-lo
um palíndromo
pobre ovo
de comida de pobre
a mote de intelectuais
ovo
fruto da humilde galinha
ovo
embala noites de queijo, vinho e
discussões


---

Roberto Prado

--

11 comentários:

Ranzinza disse...

Obrigado pela publicação.

Anônimo disse...

Parabéns, ROBERTO!

O Bar do escritor sabe escolher.

Beijos

Mirze

algamarina disse...

Felicidades.... Un placer...

Saludos azules desde mi playa que espera...

Kinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kinha disse...

Oi, vim retribuir a visitinha. Parwabéns pelo belo blog.

Folhetim Cultural disse...

amanhã no sarau irei ler este texto

Magno O.

Ranzinza disse...

Faça!

Rita disse...

Deixando meu bom final de semana
Um abraço E dizer que adorei o post
Tudo aqui é bonito
Parabéns
Um beijãooooo

Silvio Barreto de Almeida Castro disse...

Ovo = mistério

Mistério vem do grego, mystérion, coisa secreta, tem relação com a ação de calar a boca; o verbo é mýein, fechar, se fechar, calar, mýstes, que se fecha, o que guarda segredo, o iniciado.

Um ovo aberto jamais será fechado.

Carlos Cruz disse...

¡enhorabuena! tal y cual colón, pusiste el huevo en pie.

Bárbara Fernanda disse...

Gosto muito deste autor pelo fato que dele sempre leio as melhores coisas!
Esse blog recebeu uma luz a convidar uma pessoa com tamanho talento.
Amei!