segunda-feira, 1 de abril de 2013

HEI VOCÊ,



que reclama dos políticos, mas não lembra em quem votou na última eleição;
que defende museus, casas de cultura e institutos sociais, mas nunca os visita;
que adora literatura, mas jamais compra livros, não vai a saraus e só lê rótulo de shampoo;
que faz greve para poder viajar;
que fala mal dos outros sem olhar as próprias nádegas sujas;
que escreve errado por preguiça;
que compartilha correntes e denúncias tolas sem questionar a veracidade;
que exige justiça dos outros, mas não de si;
que só divulga a própria opinião se ela for aprovada pela maioria;
que é um revoltadinho de esquerda com visão limitada e hipocrisia latente;
que é liberal mas exige que todos aceitem suas ideias;
que é religioso pois deus o escolheu por sua pretensa magnanimidade;

que tenta ser bacaninha mas é inseguro, falso e bobo,
entenda: TÔ TE SACANDO!

tuas palavras só teriam valor SE aliadas às tuas ações. do jeito que tá, sugiro que se preocupe apenas com o vácuo em sua mente.
VOCÊ É INOFENSIVO e tua bravata tem sabor de comédia.

mas se quiser mesmo fazer a diferença, então recolha-se, escute, leia, APRENDA, contextualize, opine, debata, busque os conceitos básicos do pensamento, ACEITE outras percepções (não precisa concordar), entenda que tudo tem dois lados e, assim, com escopo, CALE-SE.

teu silêncio será útil, pois tuas palavras atuais são risíveis.

2 comentários:

Lys Fernanda disse...

Muito bem escrito!

Giovani Iemini disse...

tnxs!
valeu a leitura.