sexta-feira, 28 de março de 2014

ALÉM DO OLHAR

Os nossos olhos humanos
Não enxergam mais além...
No invisível os pianos
Sempre tocam para alguém;

Nossos olhares tem véus
Duma ilusão infinita;
Nunca enxergamos os céus
Nem cada estrela bonita;


5 comentários:

Cláudia disse...

Linda poesia... É nossos olhos só veem o que querem ver.

ॐ Shirley ॐ disse...

Nossos olhos físicos, quase sempre nos enganam. Precisamos aprender a olhar, também, com os olhos da mente.
Beijo, Samuel!

Vall Nunnes disse...

Enxergamos e muitas vezes nem percebemos, mas podemos ver além do que os olhos mostram.
Xeru

Victor Canti disse...

Eu também sempre pensei que existe muito mais do que nos é visível, e provavelmente são as coisas mais belas...
Ótima reflexão poética!
Abraço!

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa noite, Samuel, que lindo o seu poema.Realmente, os nossos olhos físicos não nos deixam perceber o quanto de luz e beleza há depois das nuvens, e depois do infinito.Poeta querido, tenha uma noite repleta de paz. grande beijo!