terça-feira, 5 de maio de 2015

Tempo

Eu calço o sol

e voo no céu

na calma do tempo

dou alento ao léu

emano a alma de amor

careça aonde for

orbito na esperança

sutil como a temperança

Um comentário:

Lisiane Fagundes disse...

Seria bom, seria ótimo se conseguíssemos fazer isso mais vezes.

Grande beijo