sábado, 24 de março de 2007

TRANSFORMANDO O LIXO CULTURAL


[Exposto no Museu de Arte de Israel.]

Sabe aquele domingo de folga em que você está louco para descansar, deitar no sofá e ligar a televisão? Pois é... Às vezes, ele acaba se tornando um tédio, você fica tentando procurar algo para assistir e não acha. Desforra toda sua raiva no controle remoto e atira-o contra parede. Fica sem entretenimento, porque não passou na locadora para pegar aquele último lançamento de DVD. A única saída é ler uma revista ou livro, navegar na Internet, brincar com as crianças, dar banho no cachorro ou sei lá... Domingo é o pior dia para assistir televisão, pois ficamos com o lixo televisivo acumulado da semana.

Mas o mau cheiro é exalado pela sala, quando se fala em educação, pois a programação da TV aberta está carente. Algo educativo pode ser encontrado para as crianças na TV a cabo, mas quem não tem dinheiro para adquirir a assinatura fica a deriva ou apela para “TV a gato” ou “gato net”, como são conhecidas dentro das comunidades carentes.

Quando faremos a transformação do lixo cultural?

Quando deixarmos de assistir novelas que valorizam a infidelidade, a hipocrisia e a prostituição. Quando alguns programas de TV forem produzidos por pessoas competentes que apresentem programas culturais plausíveis. Quando crianças deixarem de ser erotizadas por propagandas de forte apelo sexual, enfim, quando muitas pessoas fugirem do conformismo e deixarem de ser contaminadas pelo lixo transmitido por várias emissoras.

É mais fácil trazer programas de TV pré-fabricados da europa e américa do norte, culturas importadas. Não venha me falar em patriotismo. O que temos hoje? Brasileiros que já se naturalizam americanos, espanhóis e etc.

Muitos brasileiros parecem pinto no lixo quando contemplam novas idéias americanas e européias nos meios de comunicação, as pessoas compram qualquer barulho para não sair da moda, ou pelos menos, para permanecerem nelas.

Vejam a imagem acima, se todo monte de lixo fosse transformado em arte, como seria o Brasil? O que você espera para o futuro do Brasil?

Este camarada aqui: Ariano Suassuna vai muito além... da minha indignação.

Lena Casas Novas

15 comentários:

Me Morte disse...

Muito bom teu texto.Eu vi uma exposição em São Paulo que era exatamente o que descreve tua foto.Realmente, se todos aproveitassem o lixo, não só para arte, resciclagem, o Brasil seria primeiro mundo.Parabéns garota, soube aproveitar teu espaço.Beijos

[barba] Uonderias disse...

é...
boa dissertação
um artigo simples e bem trabalhado

Mão Branca disse...

Ixi... se formos analisar pormenorizadamente as porcarias que deveríamos mudar no meio cultural, começaríamos pela língua e terminaríamos numa lobotomia em todos, dos adolescentes aos quarentões dos anos 80.
[]s

lena casas novas disse...

Mão, de fato nossa cultura está entregue às moscas.

Meinemliebe disse...

Parabens à/ao autor/a deste Blog. Por acaso aqui cheguei e fiquei fascinada. Gostei do que li e verifico que estamos em igualdade de circunstâncias... andamos a sofrer uma profunda aculturação...
Vou linkar este blog ao meu e prometo ler mais sempre que possível e ir metendo o bedelho quando der tempinho para isso.
Um abraço.

Thin White Duke disse...

bela crônica, verdadeira!

Eliane Alcântara. disse...

Aproveitamos o tempo??? Ou o lixo é o que nos sobra do que desperdiçamos do mesmo? Reciclar é quando nos apronfundamos aos nossos condicionamentos e 'guerreamos' para que aconteçam modificações. Belo exemplo de reconstrução. Parabéns pelo texto.

Mino disse...

Olá amiga Lena, você é autora do texto mesmo? Gostaria que me confirmasse a informação. Edito um jornal no meu município de Canoas RS e gostaria de exibi-lo no jornal com a imagem. Todavia, gostaria de descobrir de quem é esa pérola fotográfica. Estamos iniciando uma Casa de cultura na cidade com o apoio e concessão do prédio pela ULBRA e a conciência da população precisa ser incentivada quanto à necessidade de se reaproveitar as sobras (lixo) reciclando não somente o 'dito' lixo, mas nosso nível de consciência e de transformação.

Abrção e parabens pela nobre matéria.
minnoevangelista@ig.com.br
Hermínio mino Evangelista
Poeta, músico e escritor.

Lameque Hyde disse...

O país que tem um cara como o Suassuna não está de todo perdido.

Sugiro um aterro-sanitário televisivo, com guardas protegendo sua entrada para que os desvalidos não metam a mão lixo a procura um progaminha de fofocas ou de pegadinhas e afins.

Lena Casas Novas disse...

Mino, sou a autora do texto sim. Ele foi escrito há 1 ano. Esta semana averbaei algumas poesias, contos e crônicas da FBN para fins de publicação na internet. Caso você queira esperar pelo registro para então publicar, dê-me a resposta. Tenho outros textos no Blog - "Contaminação Sistemática".

Já procurei pelo dono da imagem e não encontrei.Recebi há um ano também, via corrente por e-mail.

É claro que, minha maior inspiração é o Suassuna com sua tese sobre " Lixo Cultural".

Deveras disse...

E pensar que temos uma cultura tão vasta... ê Brasilzão véio de guerra!

Parabéns Lena... Pelo texto e pelo convite.

ficanapaz!

Eduardo Perrone disse...

Desejo a metamorfose da Cultura... E vc tem força para isso. Continue, andorinha. E desdiga o dito popular...

Larissa Marques disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Larissa Marques disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Larissa Marques disse...
Este comentário foi removido pelo autor.