quinta-feira, 14 de junho de 2007

Imperfeito

Na gana de parecer perfeito
Zelo pouco pelo conteúdo
Quanto à forma, contudo
Esmero para causar efeito

Eis o meu defeito!
Parecer o que não sou...

10 comentários:

Fernando disse...

Aí está um poemeto, o que não é minha especialidade. Desde sempre, me reconheci um prolixo, porque, mesmo que não repetitivo, falo demais. :-P

Ultimamente, comecei a treinar um resumir de idéias em pequenos textos - continhos, poemetos, croniquetas, poucas ou muitas idéias, mas tudo resumido ou suficientemente amostrado em poucas palavras.

E esse poemeto é o resultado de uma dessas experimentações. Espero que gostem! :-)

---

Desculpem o sumiço dos comentários, semanas cruciais no trabalho. Mas nada que me impeça de pelo menos ler o texto de vcs, embora não podendo comentar, por enquanto. :-)

Anderson H. disse...

eu gostei. é o que eu vejo como poesia de ponta. é importante. esse treino é importante. parabéns.

jorgeferrorosa disse...

Memórias, lugares, situações que chamam outras que indicam... esta clarificou... alterou, bebeu do imperfeito, aperfeiçoando-se, no conteúdo e nas outras vertentes, ainda que o efeito seja o antídoto para a dança das palavras sem lugar. Lindos rastos que edificam, que fazem pensar, outros profundos, ainda mais outros tantos, todos esses são quantos os tantos desejos que não se especificar...
Abraço

Deveras disse...

Esta é de verdade uma das grandes trapaça humanas: parecer o que não é. Há alguns casos em que isso é benéfico, mas na sua quase totalidade (por exemplo, na política), é de um desastre total.

Um grande pequeno texto que nos leva a pensar em várias coisas.

ficanapaz

[barba] Uonderias disse...

é sempre bom arriscar...
valeu Fernando!

Me Morte disse...

Na gana de perfeição muitas vezes seres perfeitos acabam por nos mostrar um lado imperfeito maravilhosamente perfeito no que se propôs. rssss
Fernando, eu adorei essa tua fase curtinha, linda, posso ter esperanças? decidiu entrar pra escolinha dos nanos?
desculpe minha gana de tornar o nanoblog perfeito.Beijos

Thin White Duke disse...

Fernando, para produzir mais poemetos como esse, pode se dedicar mais! muito bom! eu, particularmente, adoro poemetos
flew!

Mão Branca disse...

eu achei perfeito. inclusive na (auto)crítica. separadão para o ezine... sei lá mais qual...sétima rodada. hehehe.

Muryel De Zoppa disse...

adorei.

Wilson R. disse...

.

Parecer o que não somos é o que a sociedade espera de nós.

Gostei.

.