sexta-feira, 2 de maio de 2008

cansei de declarar-me

cansei de declarar-me
uma romântica incurável
tudo tem remédio
com exceção
dos tédios
e a icterícia hepática
etílica
contraída pelas dores
de dissoluções amorosas

afoguei meus homens
e pude vê-los verdes
em garrafas de sinto
abdiquei-me deles

não uso dos placebos
cafés fortes
banhos gelados
quero acabar
nos vômitos alheios
nos meus parcos seios

não há cura para
egoísmos cínicos.

2 comentários:

medusa que costura insanidades disse...

qualquer idéia ou sonoridade pouca é bobagem,Larissa arrasa
bjo musa

Larissa Marques disse...

musa,
minha musa sempre, você é boa comigo.
beijoca!