quinta-feira, 22 de maio de 2008

Dedicatória

Alegrou-se com a notícia de que o livro seria dedicado a ela. Caminhou até a livraria com passos e um sorriso dignos de uma musa imortal, inesquecível.

Ao abrir na primeira página, leu: "Em memória de..."

O livreiro recolheu o corpo.

3 comentários:

ismail disse...

sucinto e enfático... com um delicioso e sutil traço de estranheza. muito bom.

ismail disse...

sucinto e enfático... com um delicioso e sutil traço de estranheza. muito bom.

ismail disse...

sucinto e enfático... com um delicioso e sutil traço de estranheza. muito bom.