domingo, 1 de março de 2009

poeMetos...

Eu sou assim
Meio verdade, meio mentira
Eu sou concreto, meio abstrato
E se não gostas
Me basto
Sou assexuada
Dona de mim
Maldito!
Toma tua cria
Tua composição química
Pois que sem ti pereço
Em podridão...
Me toque!
Em ritual e mãos
Deu a volta quase nua
Trocando as horas, minutos,
Total e cafajestemente,
Chorou devagarinho...
Bocas, carnes e bunda,
Potra única, vadia
Com gosto de inocência




Quer ver mais? Clique nas fotos e baixe o seu...



5 comentários:

lena casas novas disse...

Sim.PoeMetos bem construídos. Dei uma espiada tb no Recanto das Letras. Podemos contemplar uma grande obra.Sucesso aê.

Reflexo d'Alma disse...

Me!!!
Delicia ler você.
Prazer estar por aqui mais um mes.
Grand emes ,meu caçula faz 21 anos
e comemora em cartaz la na
Opera de Arame.
Viva março!
Lindo mes pra nós!!!
Bjins entre sonhos e delírios

Liege Marla disse...

Gostei de teus poemas, vou ler mais... Bjs!

Giovani Iemini disse...

eu já tenho os meus!
hehehe.

Me Morte disse...

obrigado gente bonita!bjos