quarta-feira, 9 de junho de 2010

O BARANGUERREIRO IDEOLÓGICO


O BARANGUERREIRO IDEOLÓGICO
guerra justa?


Odeio esses caras que só comem mulher bonita
Ficam escolhendo
Pensando
A bunda dessa é caída
Essa é gorda
Aquela é magra
Essa tem narigão
Aquela tem cabelo ruim
Essa não tem peito
Aquela não tem bunda
Todas têm defeito
Quase todas são barangas
Esse negócio de avaliar muito é coisa de mulherzinha
Homem que é homem fode mulher feia
Seleção natural porra nenhuma
Eu quero é cuspir porra
Esporrar
Todo dia
Quem pondera demais não mete em ninguém
Quem avalia muito acaba virando viado
Eu sou macho
Só como mulher feia
No mínimo uma por dia
Sem dente
Gorda
Pixaim
Adoro
Gosto muito duma nega gorda desdentada
Naomi Campbell
Beyoncé
Monica Bellucci
Bárbara Mori
Angelina Jolie
Não quero
De jeito nenhum
Mulher bonita não sabe foder
Dona bela é pra baitola
Ontem matei o décimo segundo babaca selecionador dos muitos que vou matar
Esqueci de falar
Tive um sonho noites atrás
Deus falava comigo:
- Nada de seleção cultural.
- As bonitas têm de sofrer.
Ele disse:
- Quando acordar vai ser pouco ter relações sexuais com uma mulher feia por dia até o fim da sua vida.
- De agora em diante você vai matar um mauriceba escolhedor por dia.
Obedeci
Agora estou indo pro analista
Procuro meu eu interior
Na mala do meu carro tem um corpo
Isso não é bom
Foge ao meu estilo de desova natural
Deixa pra lá
Vou contar como matei um zé cu
O mané tava pegando uma mulata deliciosa
Pensei
Bichaloca
Coloquei minha máscara
Minhas luvas
Saí do meu carro
Andei até os dois
Saquei minha Remington
Disparei
Adoro armas velhas
São como as mulheres feias
Vendidas por um terço do valor
Um patamar baixo
Como eu dizia
Dei um tiro perfurante no estômago do playboy
Gosto de atirar no estômago e ficar vendo o sujeito morrendo
Sofrendo
Tiro no estômago mata por embolia
Dá tempo deu explicar por que ele tá morrendo
Gosto que o fulano entenda que tá fenecendo por fazer pouco de mulher feia
Eu sou o equitativo
Eu faço a minha parte nas excluídas da beleza cultural
Sou o enviado de Deus em prol da salvação das mocreias sem picas
Em viado pegador de gata eu meto bala
Sem dó
Nem piedade
Lisura de procedimento
Rectidão
Esse é o meu destino na terra
Depois que vi o otário morrer
Reparei sua mulher olhando apavorada
Ela me disse chorando:
- Eu faço qualquer coisa, não me mate.
Tive uma ereção e por isso atirei nela também
Foi a primeira mulher que matei
Não posso fraquejar
Não como mulher bonita em hipótese alguma
Atirei na testa
Não queria explicar nada pra ela
Daqui a pouco, meu analista vai enlouquecer.
Contei pra ele do meu sonho com Deus
Descrevi minha teoria da crueldade humana com o não belo
Das sem pirocas
E agora não basta eu só foder elas
Deus mandou matar os homens que não copulam com mulher feia
O analista não perguntou se já matei alguém
Filho da puta
Ficou ouvindo plácido
Tudo bem
Hoje ele vai saber
Hoje ele vai morrer
A mulher dele é protagonista da novela das oito
Foi eleita uma das dez mulheres mais lindas do Brasil
Estou bolando requintes
Crueldades pra morte dele
Antes tenho que me livrar do corpo da mulher na mala do carro
Sim
A carcaça dela está na mala
O cadáver dos ditos-cujos que mato deixo no lugar onde caem
Nem ligo pras investigações
Não leio a repercussão
Não sou vaidoso
Sou Diplomata
Não sinto culpa
Papo pro meu analista
Sociopata
Ele deveria ter me dito isso
Não disse
O fato é
Imunidades para Diplomatas estrangeiros existem desde a Antiguidade
Esqueci de dizer que sou de El Salvador
O menor país da América continental
Nasci na cidade de Sonsonate
Voltando aos meus privilégios
Os embaixadores romanos eram considerados sagrados
Sua violação constituía motivo para guerra justa
Sei lá o que isso quer dizer
Adoro “guerra justa”
Na Idade Média as relações internacionais davam-se entre Chefes de Estado
Ofender um embaixador significava ofender o Chefe de Estado
Isso justifica as precauções da imunidade
E sendo assim
Foda-se todo o resto
Mato mesmo
Quer saber
Depois eu penso no que fazer com o corpo da mala
Meu carro tem placa azul
Não podem guinchar um carro com placa azul, mesmo que ele esteja fechando uma via.
Essa é minha guerra injusta
Vou direto pro analista
Hoje ele vai entender
Salvem as barangas
Não bata, coma!

Licença Creative Commons
O BARANGUERREIRO IDEOLÓGICO de Pablo Treuffar é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Based on a work at http://www.pablotreuffar.com/.
A VERDADE É QUE EU MINTO

A VERDADE É QUE EU MINTO

17 comentários:

× Aηgeℓiсα × disse...

Adorei Pablo! Como sempre arrasando! Bjo!

Paulo Laurindo disse...

Cara, casei com mulher feia justamente para não ter que ficar vigiando a coitada. Afinal, pensava eu, quem iria assediar meu tribufú amado? Agora vem você e diz que só pega feia! Nem pense em olhar para a minha, viu.Te faço escorregar num tobogã de gilete e cair numa bacia de alcool.

... disse...

Obrigado Angélica
Paulo fica tranquilo
Eu sou o playboy perfurado no estômago do conto
abços e bjs

Julio césar disse...

gosto quando voce escreve nesse estilo,parabens por mais um belo texto. muito boa tambem a sua resposta no comentario ácima.rsrsrsrs

Marília_dosAnjos disse...

Li na vontade de rir mas, me contive quando percebi que poderia está a falar de mim... Nóia? Sim! Sou a mulata gostosona que escreveste! PROTESTO > Que deixem os playboys em paz...!!

Reflexo d Alma disse...

Adoroooooo!
Saudade dessa irreverência toda.
Bjins entre sonhos e delírios

Diego Machado disse...

Do caralho! Não dá pra definir de outra forma. Sou mais crítico social e tal, mas permita-me linkar seu blog no meu.

Abç.
Diego Machado
http://poesiasdomachado.blogspot.com

... disse...

Obrigado pelos cometários

Vlw

Julio césar
Marília_dosAnjos
Reflexo d Alma
Diego Machado

Abço e bjs

mineirinha disse...

Muito bom seu conto, meio Rubens Fonseca.

Natalia disse...

fantástico

Glauber Vieira disse...

Belo texto, prende a atenção do início ao fim.

Igual uma mulatinha linda que conheço, encaro ela de cima até embaixo...

OPS!

... disse...

Vlw Glauber Vieira, Natalia e Mineira conhecida.

Rafael Freitas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael Freitas disse...

Adorei o conto, maravilhoso!

Peço até autorização para publicá-lo em meu blog movidoaletras.blogspot.com

Aguardo retorno.

Abraço

Luiz Tinoco Cabral disse...

caramba cara. me lembrou até o Emerson Wiskow que adora escrever sobre a feia do bairro etc. Já leu Pedro Juan Gutierrez? Me lembrou também. Parabéns! entre no meu blog http://tinocabralia.blogspot.com.br

... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
... disse...

Rafael, fique a vontade pra publicar O BARANGUERREIRO IDEOLÓGICO

Engraçado é segunda vez q sou comparado a esse cubano maravilhoso, li o Rei de Havana e adorei, mas adorei mais ainda a comparação com o Gutierrez.

Vlw Luiz Tinoco