sábado, 19 de junho de 2010

A simplicidade é a inspiração.

Descobri que havia mais roupas para estender

do que eu poderia em versos escrever,

mas também compreendi que em cada peça

um verso em minha mente amadurecia.


Shorts, meias, calças, vestidos...

Cores tantas no vento a balançar

em doses de pura Poesia

a instigar novo poema ao meu caminhar.


No silêncio da tarde pássaros cantavam emoções,

lindas promessas de felicidade ao alcance

de todo aquele que se permitisse sonhar

com as belezas que a vida nos dá.


Fechei os olhos por um momento

e a Deus agradeci pela vida que em mim,

Ele a cada segundo recriava

até nas simples tarefas que feitas com amor


enchiam de graça e certeza de sonho realizado

o pequeno mundo de uma dona de casa,

sonhadora incorrigível disposta a transformar

tudo no sublime ato de amar.


Eliane Alcântara.

2 comentários:

Blog de Márwio Câmara disse...

Lindo!

Paulo Laurindo disse...

Existem momentos que, se deixarmos, é como se um musical se instalasse na vida.