sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Por Tão Pouco

bando de mendigos,
cuja fome é eterna,


basta oferecer
um mísero pedaço de vida


que vocês todos
abrem as pernas.


André Espínola

2 comentários:

Reflexo d Alma disse...

Adoro!
Palavras claras,
versos que causam
e
f
e
i
t
o.
Bjins entre sonhos e delírios

Glauber Vieira disse...

Pior que é por aí mesmo... Já tive essa percepção também.