domingo, 16 de dezembro de 2012

Abre os olhos

Abre os olhos
Menina, deixe de lado essa coisa. Segue teu rumo, que as respostas já foram dadas, as cartas colocadas. E o destino é certo, incerto?
Mesmo que aqueles velhos olhos te façam sentir alguns leves arrepios, isso agora não fa
z mais parte de sua vida. Abre teus horizontes, pequena. Feche teus olhos, para tudo aquilo que já não faz mais parte do teu presente, muito menos do teu futuro.
Avance entre as nuvens, e deixe as pequenas pedras fora do teu caminho. Olhe para o lado, e perceba que finalmente você pode ser livre, como há muito sonhou. Os desejos acabaram, e com eles alguns velhos sonhos.
Menina, deixe de lado essa coisa. Dê um novo sorriso. Porque as luzes alaranjadas, farão brilhar dentro do seu coração o que tem de mais importante nesse momento de sua vida.
Deixe que a alma fale mais alto, e se entregue, pequena. O caminho está bem ali, basta seguir. Falta-te coragem? Então segura nas mãos leves, suaves, verdadeiras. Escute o coração bater como música. Porque só perto do teu ele assim bate.
Olhe além dos mares, além do céu, além do que um dia já foi capaz de olhar. Sua hora chegou. E não existe mais um caminho de volta, a estrada de curvas está trancada para voltar ao começo. E a única alternativa, é o caminho das rosas.
Mesmo que com espinhos, essas serão teu caminho. E só, tão somente, dessa forma, menina, você será tão grande quanto desejar. Deixe, finalmente, que tudo fique leve como uma pluma, e doce como bala de goma. Bonito como as rosas vermelhas, suave quanto o vento, puro quanto a água. E colorido quanto o arco-íris. Deixe, menina, deixe de lado essa coisa...

2 comentários:

Lys Fernanda disse...

Lindo texto, aguardo por mais. Bom domingo!

Tem mais em meu blog, espero uma visita.

Mariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.