terça-feira, 13 de março de 2007

Texto retirado por plágio

O texto que existia neste tópico foi retirado por causa do infeliz incidente de plágio que chegou até à Wikipédia.

O Bar do Escritor e seus escrevinhadores se solidarizam com a autora aviltada, Sandra Pontes, e lembra que tb execramos o plágio ou apropriação de qualquer monta.
Mão Branca

44 comentários:

Sidharta disse...

Gostei do ritmo.

Cristiano Neto disse...

Jeandro, meu garoto!

É ótimo ver sua evolução desde a primeira postagem no bar. Sua persistência e paciência em ouvir críticas, além da busca pela melhoria do próprio texto, já podem ser vistas nitidamente; esta pequena jóia que você escreveu é prova cabal disto.

ficanapaz!

Thin White Duke disse...

bem legal Jeandro!
bela estréia...
"as mentes não são nossas, nós somos dela" foi perfeito!
lembrei do budismo nesse seu texto...

flew!

Zulmar Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Me Morte disse...

Um tema interessante se bem explorado.Vc foi reto do começo ao fim, sem surpresas, mas fez bem.Beijos

Lameque Hyde disse...

O que uma mente não é capaz de fazer? Até mesmo criar textos interessantes como este.

Beleza pura.

Klotz disse...

Aposto que o texto era um poema que você transformou em prosa.
De um jeito ou outro, o conteúdo ficou bom.

[paulo]Barba disse...

bela estréia, foi a sua estréia creio eu não?
parabéns

fabrito disse...

como Klotz disse, esse texto traz muito mais de poesia do que de prosa.
é interessante o ritmo constante, cadenciado que ele tem do ocmeço ao fim. parece que não dá pra respirar, tem sempre algo acontecendo. legal.

Larissa Marques disse...

O nordestino canta, não fala. Tenho a impressão que a fala nordestina traz o repente na ponta da língua, talvez esse texto comprove isso. Para mim, você foi uma doce descoberta.
Beijo grande!
Larissa Marques.

Véïö Chïñä‡ disse...

Tá bom o texto Jeandro.
Só faltou mesmo reafirmar que as mentes também tomam o café da manhã.

Eduardo Perrone disse...

Gostei. Sobretudo do ritmo.

sandra disse...

ESTE TEXTO É MEU!!!!!

COMO VOCÊ OUSA ROUBAR, ASSIM?? VOU DENUNCIAR VOCÊ!!!!

VAI DELETAR, COVARDE??? EU VOU PUBLICAR NO MEU SITE E QUERO VER A SUA CARA|!!!!

sandra disse...

INCAPAZ!!!!! TÁ NO AR A MINHA DENÚNCIA!!!!

Marconi Leal disse...

Coisa feia, meu rapaz. Roubando post dos outros... Tsc, tsc, tsc.

Patrícia Köhler disse...

Meu filho, se não tem capacidade de criar, não entre pra um blog! Que atitude mais vil... aposto como adorou receber tantos elogios pelo "SEU" texto, né?
Hunf...

Roberta de Felippe disse...

Que falta de criatividade, copiando textos alheios na cara dura, atestando sua própria falta de capacidade e inteligência. Realmente, tais qualidades (e dons) não são para todos. Simplesmente banal sua atitude!

DaniCast disse...

Você não tem vergonha de roubar na cara dura um texto de outra pessoa? Aposto que não tem, senão não faria. Você deveria mandar email para todas essas pessoas que elogiaram, se desculpando e dando o merecido crédito ao autor verdadeiro do texto.

juliano disse...

Filhinho,

Como imitação, tá ruim. Um bom plagiador não se atrapalharia tanto assim com a pontuação e a estrutura do texto.

Plágio, amigo, é crime, conforme Lei 9.610, de 19/02/1998 e Art. 184 do Código Penal. A pena varia de 3 meses a um ano de detenção.

Melhor retirar o texto plagiado e pensar uma, duas, três mil vezes (ou quantas necessárias for) para escrever seu próprio texto.

O caminho mais fácil nem sempre é o mais 'legal'.

Pense nisso.

sandra disse...

Agora, mais calma, agadeço os elogios e as palavras pelo meu texto. Gostaria de convidar os leitores deste blog para ler os textos, na fonte original!

Sandra Pontes

http://sandrapontes;com/

sandra disse...

Ao meus amigos, obrigada pela força e carinho.

Gabriela Franco disse...

Tsc...mais triste que a falta de criatividade e capacidade de alguém é a falta de caráter.

Ladrão plagiador.

Anônimo disse...

Plágio é CRIME!!!
Mas pior do que ser crime, plágio é assinar o próprio atestado de incapacidade, de falta de dignidade!

Gostou do texto, colega, pede autorização ao autor para publicar, ou, no mínimo, cite a fonte!!!

Anna

Alexandre disse...

Tu é muito cara de PAU em Ô!
Não tem criatividade nem capacidade pra escrever, vai catar lixo!
Tá ferrado!
E se o Bar do Escritor tiver alguma coisa com isso é bom que feche esse lugarzinho de impostores!

luizao disse...

Penso que é hora de revisar seus conceitos éticos. Errar é humano, compadre: aconselho uma reconciliação pública no único ambiente possível: a blogosfera. A Sandra não merece a injúria. É hora de lavar a roupa suja e melhorar como ser humano...

Larissa Marques disse...

Gigio, acho que deveríamos ter um termo, que cada autor se comprometesse a colocar apenas textos seus no blog.
Sei que a verdadeira autora do texto foi lesada, e está certa de reclamar, mas nem todos os escritores aqui são plagiadores, aliás que eu saiba esse foi o único e isolado caso.
Sandra Pontes colocou em seu site:"Preciso de ajuda para detonar este blog: http://www.bardoescritor.blogspot.com/
"
Creio que isso agride todos nós, o culpado e os não.

Deveras disse...

O ataque que este tal de Alexandre fez ao Bar inteiro é tão insultante o fato que ele defende; sujeito não conhece meu trabalho e o de muito outros aqui e já vêm com duas pedras na mão... cada um aqui responde pela própria postagem.

Sou solidário a Sra. Sandra em sua reclamação...

fiquemnapaz

Cristiano Neto

Deveras disse...

Errata, "é tão insultante quanto o fato..."

Me Morte disse...

Eu tenho certeza de que esse moço que disse:"E se o Bar do Escritor tiver alguma coisa com isso é bom que feche esse lugarzinho de impostores!"estava tão somente nervoso por conta desse abuso constatado hoje.Eu sou totalmente contra o crime de plágio, como sou contra tantos outros crimes e qualquer um que conheça um pouco de meu trabalho no Orkut sabe disso.O Giovani Iemini, dono do Blog, é uma pessoa de caráter intocável, assim como todos os membros do Bar. Esses, na sua grande maioria honestos e íntegros. Claro, temos gente ruim, onde não tem? Se comparar a sociedade por conta dos bandidos, dos mau caráter, teríamos uma sociedade totalmente podre. Não se julga todos por "um". Eu, da mesma forma que, se constatar que o Jeandro plágiou, serei totalmente a favor da reparação em nome do verdadeiro autor, gostaria de que o moço voltasse atrás e se redimisse do comentário. Sandra, mil desculpas, desculpas a todos os leitores, peço em nome do Blog, pois me sinto uma mentora dele, ele é uma parte de mim. E saibam que os autores aqui expostos, são escritores talentosos, de ídole inabálável, até se prove o contrário. Esclarecimentos serão feitos, justiça também. E todos os membros do Bar do Escritor tem meu apoio, somos seres humanos, com direitos, todos, sem exeção.Cada um de nós,membros do Bar e a Sandra.

sandra disse...

Gente.. Estou até sem graça pelo "carnaval", ao ver vocês no meu orkut, lendo-os e recebendo e-mails...

Ânimos se exaltam, volta e meia. Sei que alguns mais que outros. Novamente peço desculpas aqui, no espaço de vocês, por todo este tumulto.

Me, Giovani, Emmanuel, Eduardo, Cristiano... Vocês são especiais.

Obrigada.

Arthur disse...

A Mente é uma coisa incrível mesmo !!!
A Mente de alguns pode achar que tem direito de copiar, sem dar o mínimo crédito, ou melhor, creditando a si mesmo, as idéias de mentes mais criativas como se suas fossem...
Essas Mentes que mentem são muito tristes...

Espero com isso não desmerecer nenhum outro autor que aqui transite, aliás pretendo ler posteriormente as obras de outras pessoas que aqui postam, pois sempre estou a procura de idéias criativas... (de mentes que não mentem !!!)

Alexandre disse...

Volto para dizer que minha intenção não foi denegrir a imagem do blog. Sou leitor desse periódico e tenho certeza de que não houve intenção de publicar textos de pessoas inidôneas. Essas sim devem ser banidas da Blogosfera!
Agradecido pela compreensão

passosfabiana disse...

Esse cara só cola! Ele é plagiador. Não entrem nessa. Criatividade nasce com agente e não se copia! Muito ruim em cara!

bibi disse...

CAra toma vergonha na cara! Pede desculpas e diz que você copiou, fica melhor e mais íntegro. Assim, talvez, você consiga evitar a sua expulsão deste Blog. O difícil vai ser refazer sua credibilidade. Esta você perdeu pra sempre!!!!

Mônica Ribeiro disse...

Que graça têm os elogios que você recebe por um texto que não é seu? Para mim não valeriam nada, ou melhor, valeriam muita coisa ruim, um gosto amargo de saber da minha miséria humana, da minha capacidade de me apropriar de algo que não é meu para me sentir admirada. Acho que o que você fez é sinal de auto-estima abaixo de zero.

Mônica disse...

Olha, eu vi no Orkut o argumento do Jeandro de que recebeu o texto e não sabia de quem era. Não sabia de quem era, mas era de alguém. Isso não vale como desculpa. Publicou algo escrito por outra pessoa como se fosse seu. E isso é muito feio, muito triste.

Dourado disse...

Alguém desse 'buteco' já tomou providências contra o plagiador?

Mônica disse...

Para concluir o que já disse, quero deixar claro que meus comentários são dirigidos ao plagiador, e que não me refiro aos outros membros do blog que, pelo que vi, são pessoas íntegras. Espero que tomem providências quanto a isso. Não cabe a velha lorota do "recebi de um amigo e não sabia de quem era o texto".

DaniCast disse...

Espero conseguir dar aqui uma opinião justa a ponderada. É esse meu objetivo.
Entendo que as pessoas que contribuem e as que gerenciam esse blog tenham ficado ofendidas com alguns dos comentários que as pessoas que correram em apoio à Sandra postaram: mas pensem, se alguém grita "pega ladrão, ele me roubou?" o que se pode esperar? Eu esperaria reações variadas, algumas mais calmas e outras nem tanto. E o ladrão, pode esperar que vai apanhar, de toda forma.
Realmente, o Jeandro andou se desculpando pelo Orkut e isso é uma atitude boa. Erro é erro, roubo de texto não é erro, é crime. Não importa de quem é o texto, o direito autoral é inalienável mesmo depois da morte do autor. O que se discute na lei do direito autoral é o direito PATRIMONIAL, ou seja, quem é herdeiro dos lucros advindos de uma obra e não quem é o autor. O autor jamais perde seus direitos. Sendo assim, não importa se o texto que o Jeandro plagiou era da Sandra ou de outra pessoa, o problema foi pegar um texto de outra pessoa, usar como modelo e não dar o devido crédito. Eu posso usar Shakespeare como base para um texto sem precisar pagar direito autoral e sem precisar pedir autorização a ninguém, Shakespeare é de domínio público, mas eu PRECISO citar que meu texto foi baseado num texto de Shakespeare, porque citar o autor é uma atitude no mínimo ética, mesmo em obras de domínio público.
Ou seja, o crime do Jeandro foi plágio de texto. Caso ele tenha mesmo recebido o texto através de outra pessoa, ele foi vítima de ingenuidade, mas ainda assim, deveria ter citado a outra pessoa como autora do texto original. Isso teria poupado muitos aborrecimentos à ele. Nunca usei texto de ninguém para fazer outro texto, mas ocasionalmente posto algum poema ou texto que não é meu no meu blog e SEMPRE CITO O AUTOR. Já me aconteceu de citar autor incorreto porque alguém me passou informação errada - os famos os textos de Clarice Lispector que não são dela - mas eu corrigi e pronto. Se o Jeandro tivesse feito isso, não teria tido nenhum problema.]
Quanto à reputação do blog, ao menos para mim, não fez difereça nenhuma o evento. O blog é coletivo e em blogs coletivos essas coisas acontecem (por isso prefiro ter meu blog só pra mim), mas sim, terá que ser feito um gerenciamento de danos. O mais interessante, a meu ver, é assumir que ocorreu um problema e fazer um "termo de responsabilidade e modo de usar" com relação à publicação. Isso pode facilitar muito no futuro, deixando claro para futuros membros o que é que o coletivo pensa de plágios e citações não autorizadas.
Boa sorte pra vocês.

Jeandro Cabral disse...

Em primeiro lugar quero pedir desculpas em publico a Sandra,
E a todos da comunidade. Cometi um erro muito grave, mas estou aqui pra falar a todos que estou arrependido, eu não tinha o direito de escrever uma idéia minha encima de outro texto.
Estou completamente arrependido espero que vocês me perdoem e principalmente a Sandra que por sinal é uma ótima escritora de um grande potencial.
Quero também especificamente me desculpar a todos os que comentaram no blog, e quero que transfiram todos os elogios à dona do texto.
Também peço publicamente ao Giovani pra que me tire do Blog pois depois do meu erro não posso mais continuar a postar nele.
Mais uma vez peço o Perdão de Sandra e de todos seus amigos.
Não creio que possa acrescentar a tantos argumentos que vem sendo trazido sobre o assunto apenas quero dizer:
Nas atribulações que a vida nos traz, a sabedoria divina nos deixa experimentar, por conta de nosso livre arbítrio, que nos torna responsáveis e, ao mesmo tempo, nos deixa os exemplos como marcas,certos atos nos deixa experimentar a estrada que muitas vezes se torna um caminho mais longo, quando nossas ações são pautadas corvademente em busca de algo que não é nosso aumentando assim meu grau de inferioridade.
Que vcs me perdoem!
Só pra enserrar peço ao Giovani que poste o texto original da Sandra e que todos façam os elogios a ela.

Mônica disse...

Ai, Jeandro... Faz o negócio direito pra ficar menos feia a coisa pro seu lado. Você disse: "E a todos da comunidade. Cometi um erro muito grave, mas estou aqui pra falar a todos que estou arrependido, eu não tinha o direito de escrever uma idéia minha encima de outro texto."

Peraí? Que idéia sua foi essa aí desenvolvida em cima do texto da Sandra? Só se for idéia invisível, pois o que existe no post é simplesmente o texto da Sandra.

Pede desculpa direito, rapaz!

Bardo disse...

A texto plagiado foi retirado, a verdadeira autora (Sandra) compreendeu que o Bar do Escritor (www.bardoescritor.blogspot.com) não aceita qualquer tipo de apropriação e o responsável pelo erro, imperdoável, foi excluído do Blog e devidamente advertido, mesmo que já houvesse se desculpado.
Assim, esperamos que tanto a autora quanto seus admiradores continuem visitando este sítio e, quem sabe, não saiamos deste incidente fortalecidos e maduros em relação aos descalabros da interNerd.
Ats

Larissa Marques disse...

Bom, pelo menos as coisas se resolveram, agora é tocar a escrita pra frente, parabéns aos nobres colegas do Bar, que tomaram a decisão que a mim, pareceu a mais justa.

Ace disse...

au! au au au au!!!