quinta-feira, 31 de maio de 2007

Convidada: Rita Dahl (Finlândia)

in your starstruck eyes
crazy drunken people
walk hand
in hand and tear at

all those people
who touched
your applelike breasts
while you walked in the market-place

how cruel
the arched bridge of the temple
I stay in the middle of the market-place

to avoid the many hopeless
and uncaring sights
in the city
***

em seus brilhantes olhos
loucas pessoas bêbadas
andam de mãos
dadas e rasgam

todos aqueles
que tocaram
seus peitinhos de maça
enquanto você andava no mercado

quão cruel
a ponte arqueada do templo
Eu permaneço no meio do mercado

para evitar os tantos inúteis
e despreocupadas figuras
na cidade
(traduzido por Giovani Iemini)


Rita Dahl (n. 1971) é uma escritora e organizadora de volumes literários em
regime freelancer, de nacionalidade finlandesa. Formou-se em Ciências
Políticas e tem também uma licenciatura em Literatura Comparada. O seu
primeiro livro de poemas, Kun luulet olevasi yksin, foi publicado em 2004
(Loki-Kirjat), a que se seguiu Aforismien aika (PoEsia), na primavera de
2007. Foi também publicado, na mesma altura, o seu livro de viagens sobre
Portugal, Tuhansien Portaiden lumo - kulttuurikierroksia Portugalissa (Avain).

Foi responsável pela revista de poesia Tuli & Savu, em 2001 e também a
revista cultural Neliö (www.page.to/nelio), que teve um número especial
sobre Portugal, cuja versão impressa também esteve a cargo de Rita Dahl.

Também em 2007, Dahl vai publicar um retrato do poeta finlandês Jyrki
Pellinen (PoEsia) e está a preparar uma antologia de escritoras da Ásia
central e outras regiões do mundo (Like), que inclui também os discursos
oficiais e os textos de ficção apresentados no Encontro de Escritoras da
Ásia central. O evento é organizado pelo PEN CLUB da Finlândia, do qual Rita
Dahl é Vice-Presidente. Prepara ainda uma antologia de poesia portuguesa
contemporânea.

Seu blog.

3 comentários:

Deveras disse...

Putz, maneiríssimo... Convidada internacional e tudo o mais, desta vez o Giovane se escedeu.

Gostei do poema.

ficanapaz!

dahl disse...

Caro Giovani, há um erro: rasgam deveria ser lagrimas, em inglês tears. Significado é completamente diferente... Desculpe para não encontrá-lo antes.

[barba] Uonderias disse...

eu gosto quando o Gigio inventa essas coisas!

e seja bem vinda aos ares do Bar