segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O pedido



ELE está em um bar.
ELA chega.

ELE: Tava preocupado.
ELA: Desculpa o atraso.
ELE: Não tem problema. Acabei de chegar.
ELA: Trouxe os papéis?
ELE: Tão aqui.

Silêncio.

ELA: Vi sua irmã ontem.
ELE: Mesmo?
ELA: Disse que a gente não devia.
ELE: Ela devia cuidar da vida dela.
ELA: Também pensei isso.

Silêncio.
Desconforto.

ELE: É fácil olhar de fora.
ELA: Mas, fiquei pensando no que ela me disse. Talvez ela tenha razão.
ELE: Olha, não me confunde mais. Por favor.
ELA: Pede pra mim.
ELE: O quê?
ELA: Pede alguma coisa.
ELE: Não. Não vamos começar isso de novo.
ELA: Pede alguma coisa ao garçom.
ELE: Ah.
ELA: Tô com fome.
ELE: O que você vai querer?
ELA: Uma taça de vinho.
ELE: Tinto.
ELA: Isso.
ELE: Merlot.
ELA: Exato.

Ele fala com uma voz grave. Imita o pai dela.

ELE: Isso me custou muito caro, sabiam? Mas, o que é o dinheiro, quando estamos falando da vontade da minha menina, não é mesmo? Vocês viram o vestido dela? Mandei aquele viadinho do costureiro comprar o melhor tecido que tivesse na Europa!

Ela imita a voz grave do pai.

ELA: Viram o relógio do noivo? Eu que dei! Aquele lá carrega um apartamento no pulso, graças a mim!
ELE: E o buffet?

O pai estava muito animado. Orgulhoso até.

ELA: Por mim, eu tinha mandado matar logo uns cinco ou seis bois, uns cabritos, uns dois porcos. Não gosto dessas frescuras de rodelinha de pão com negocinho em cima, não, de torradinha com pastinha. Eu queria mesmo era um puta churrasco! Mas, a mulher diz que não é de bom tom, que não é chique, não é mesmo?
ELE: O seu pai é uma figura.
ELA: Pede logo.
ELE: Tudo bem.
ELA: Pede pra eu ficar.


2 comentários:

Ana de Geo disse...

Eu vou seguir os dois. Não consegui escolher um só. Desculpa. Beijo de bom dia!

Cilicosta disse...

Ah... de vez em quando preciso escutar também um "Pede pra eu ficar.", é muito bom!

Já estou te seguindo! Ótima semana pra você, beijo!